Galeria de Fotos Entre em contato Shopping Fórum Vídeo da vez Defina o Aeroworld como página inicial Adicione aos Favoritos Layout by Tássia Valim

  As últimas notícias da banda

 

“O AeroFANatic confirmou que há mesmo uma balada country no novo álbum. Informação vinda DIRETAMENTE do próprio Steven Tyler. ‘Positivo’. Nome das faixas em breve… O álbum está recebendo os toques finais agora (metais, cordas, overdubs, etc). Provavelmente uns três meses para chegar às lojas, o que nos leva a agosto. Como a banda estará fora da estrada em agosto, será lançado em setembro. Mas teremos “Legendary Child” e o segundo single (balada country?) para nos prender até o álbum completo… Sem comentários sobre um dueto ainda.”

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: AeroFANatic

Share

 4 comentários  |  Publicado por Carol




You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

Sobre a entrevista ao “60 Minutes”:

“Assisti com apreensão e com o coração um pouco acelerado. Foi difícil assistir. A forma como eles montaram – pegaram comentários que fizemos durante conversas bem profundas e atacaram Steven com eles. Achei um pouco brutal, mas era a verdade. Todos falaram o que sentiam. Recuei um pouco porque quando fizemos essas entrevistas falamos sobre várias coisas envolvendo raiva e outras coisas envolvendo amor e irmandade. Eles pegaram qualquer coisa negativa que falamos sobre Steven e o atacaram para ver sua reação. Ele ficou com raiva e disse algumas coisas que nos rebaixaram um pouco. Assim que acabou, enviei uma mensagem dizendo que ele havia feito um bom trabalho, porque ele estava em uma posição onde tinha que se defender, e acho que ele se saiu bem.”

“Quando fizemos a entrevista, Lara Logan estava com uma blusa bem decotada, algo como ‘deixe a banda nervosa com o seu decote’. Na entrevista não dá pra ver isso. Eu pensei ‘Aah, é assim que eles conseguem.’ Eles mostram peitos e fazem você falar. E é isso… Funciona toda vez.”

Sobre o show no Salmon Festival no Canadá em 14 de julho:

“Isso me deixa muito mais empolgado por ter um álbum que vai estar quase pronto e ter novas músicas para tocar, porque é obviamente muito mais legal mostrar o que acabou de ser criado. Mostra que ainda existe criatividade.”

Nota: apesar de Tom não falar nada sobre o assunto no trecho de áudio disponibilizado, o  site da rádio informa que  o lançamento do novo álbum foi adiado para setembro.

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: YouTube - steelecommunications/97.5 K-Rock

Share

 6 comentários  |  Publicado por Carol




Na última segunda-feira (09/04), o baterista Matt Sorum (ex-The Cult, ex-Guns N’ Roses, Velvet Revolver, Camp Freddy, Diamond Baby) disse no Twitter que havia visitado o estúdio do Aerosmith naquela noite:

“Estive no estúdio do Aerosmith na noite de hoje com o Steven Tyler. O novo álbum é ótimo. É o Aerosmith clássico com Jack Douglas produzindo (Toy In the Attic, Rocks, Get Your Wings). A banda soa muito fresca e inspirada. Estou muito empolgada por eles e pelos fãs. A beleza da voz do Tyler é pura paixão e ele tem um rítmo incrível também. Vê-lo trabalhar no estúdio foi muito inspirador. O homem se importa com seu trabalho.”

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: Twitter/Twitter

Share

 6 comentários  |  Publicado por Carol




A veterana banda de rock Aerosmith disse na quarta-feira que eles estavam trazendo “um pouco de 1975” de volta ao muito adiado álbum de inéditas que será lançado nesse verão [do hemisfério norte] para coincidir com uma turnê pelos Estados Unidos.

A banda disse que eles estavam trabalhando para finalizar o álbum – o primeiro de inéditas desde “Just Push Play”, de 2001 – antes de a turnê da turnê, mas não revelaram o nome.

“O camaradismo está ali, algumas músicas são rock novo, rock velho, rock meio-termo, blues, piano. Joe Perry cantou umas duas músicas. Eu toco bateria, Joey canta, tudo que é coisa”, contou o frontman Steven Tyler à Reuters.

O Aerosmith, cujas tentativas anteriores de gravar um novo álbum não deram certo por causa de uma série de problemas e conflitos internos, disse que eles estão trabalhando com o produtor de longa data Jack Douglas para traze “um pouco de 1975 de volta”.

A banda começa a “Global Warming Tour” pela América do Norte em 16 de junho em Minneapolis, tocando em 18 cidades de Toronto a Oakland, California e Atlanta, Georgia.

“Vocês verão algumas músicas novas do novo álbum e algumas músicas antigas de álbuns antigos, terão a nossa versão nova e a versão antiga, e vamos balançar o mundo”, contou Tyler, 64 anos, à Reuters.

O volátil vocalista e jurado do “American Idol” foi recebido por dezenas de fãs quando a banda chegou a uma coletiva de imprensa em Los Angeles de um jeito bem espalhafatoso – Tyler em uma motocicleta, o baterista Joey Kramer em uma Lamborghini branca, o guitarrista Joe Perry em um táxi e o baixista Tom Hamilton em uma carruagem. O guitarrista Brad Whitford está atualmente em turnê com outra banda.

“Somos conhecidos por deixar o mundo em chamas com a nossa música… Então decidimos chamar a turnê de ‘Global Warming’”, contou Tyler aos jornalistas.

Formado em Boston nos anos 70, o Aerosmith já vendeu mais de 150 milhões de álbuns pelo mundo e fez sucessos como “Walk This Way” e “I Don’t Want to Miss a Thing”.

Mas eles disseram que tocar em casa é a maior emoção.

“Voltar aos fãs americanos é minha parte favorita, porque estar no palco e ter a recepção que esperamos ter dessas novas músicas dos fãs americanos é algo por que estou esperando muito e que sempre nos manteve juntos”, disse Kramer.

A última turnê do Aerosmith pela América do Norte, em 2009, teve que ser cancelada depois que Tyler, que tem um histórico de vício em drogas, caiu do palco e quebrou o ombro. Ele se internou depois em uma clínica de reabilitação por causa de um vício em analgésicos prescritos.

No ano passado, ele caiu no chuveiro durante a turnê do Aerosmith pela América do Sul depois de desmaiar por causa de uma dor no estômago, mas estava tocando de novo dois dias depois.

“Vou usar uma bengala a noite toda para me manter em pe”, brincou Tyler na quarta-feira sobre os próximos shows.

“É ridícilo, tocamos… quase 5 mil vezes agora. Caí do palco quatro vezes, então, tudo bem, chama muita atenção da mídia… Sou só uma criança hiperativa que se mete em muitos problemas. Vamos aguardar e ver o que acontece em seguida”, ele disse.

A decisão de Tyler em 2010 de se juntar ao “American Idol” como jurado causou irritação entre seus colegas de banda. Mas Tyler disse que seu papel na competição de canto na TV apresentou o Aerosmith a todo um público novo.

“A música que fazemos, felizmente, tem sido atraente para todos os grupos. Há as crianças que serão apresentadas ao Aerosmith de novo e há algumas músicas que vamos arriscar e lançar. É um rock meio futurista por todas as partes, somos bom nisso”, disse o rockeiro.

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: Reuters

Share

 11 comentários  |  Publicado por Carol




Em uma ensolarada tarde de quarta-feira em Los Angeles, consumidores almoçando no The Grove tiveram uma surpresa quando o Aerosmith chegou para anunciar os detalhes da sua próxima jornada pelos Estados Unidos, nomeada The Global Warming Tour.

Os membros do Rock and Roll Hall of Fame (menos o guitarrista Brad Whitford, que teve outro compromisso), com mais de 150 milhões de álbuns vendidos pelo mundo, foram apresentados no palco por Jimmy Kimmel, e depois, o baterista Joey Kramer conversou com a “Noisecreep” sobre a turnê, a história da banda e sobre como o trabalho de Steven Tyler no “American Idol” afetou a banda. Como você pode ver abaixo, apesar de sair em turnê com uma banda tão grande quanto o Aerosmith não ser logisticamente só diversão, o nativo do Bronx, Nova York, de 60 anos mal pode esperar para voltar à estrada.

Joey, muito tem se falado sobre como o compromisso de Steven com o “American Idol” vai afetar o futuro do Aerosmith. O que você pensa sobre isso? Ajuda ou atrapalha?
Acho que absolutamente ajuda a banda. Veja, se houve uma controvérsia, foi por causa de como tudo aconteceu. Digo, Steven não fez nenhum anúncio – para nós, nem ninguém –, ele só foi lá e fez. Esse é o Steven. E sentimentos são sentimentos, então no início, sim, houve alguns sentimentos esquisitos. Mas agora a banda foi exposta a toda uma nova geração de crianças, um novo grupo de fãs – se isso reflete ou não na venda dos ingressos, veremos. Mas acho que é tudo ótimo.

Vocês são uma das últimas bandas veteranas com todos os integrantes originais? O que essa banda tem para durar como dura?
Acabamos de voltar da América do Sul e do Japão, os shows foram ótimos e a banda está tocando como nunca antes. Acho que vinho fico melhor mais velho. Finalmente estamos sentido nossa energia velha, mas não estamos velhos. Cronologicamente, talvez, mas o espírito que governa essa banda não é velho. Não me sinto nada diferente de quando era adolescente e encontrei pela primeira vez esses quatro caras que queriam ter uma vida igual à que eu queria ter. Acho que é isso que nos torna atraente para muitas pessoas. Acreditamos no que fazemos e sobrevivemos. E há as músicas também. Essa é nossa verdadeira força, todas as músicas.

Muitos de nós temos nossos álbuns preferidos do Aerosmith. Você tem?
Bem, amo “Pump” (1989), “Permanent Vacation” (1987). Esses álbuns que Bruce Fairbairn produziu realmente têm a força máxima do som e nos fez, eu acho, soar como uma banda mais moderna.

Que bateristas modernos você gosta ou presta atenção?
Gosto do Tré Cool, do Green Day. Taylor Hawkins, do Foo Fighters. Adrian Young, do No Doubt. São todos bateristas muito bons. Eles sabem como se faz. Eles entendem.

Algumas palavras sobre o novo album?
A energia, que é o mais importante, me lembra do passado – nossos dias de glória. Mas em um contexto moderno. A combinação disso cria algumas músicas bem interessantes. Todos ajudamos nas composições e, claro, ter Jack Duglas de volta nos lembra de como as coisas eram especiais nos anos 70. Ele é ótimo e acho que depois de uma ausência de 10 anos as pessoas vão receber esse CD de álbuns abertos.

Joey, na turnê, qual é diferença de hoje pra uma turnê em 1976? É mais difícil para você?
Não vou dizer que é mais difícil – eu diria que é mais complexo. Entenda, quando começamos, éramos apenas nós – cinco caras sozinhos contra o mundo. Hoje, temos esposas, filhos, cães, tias e tios (risos). Amo sair em turnê, amo tocar ao vivo, todos amamos. Mas temos que levar mais coisas em consideração hoje em dia.

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: Noisecreep

Share

 9 comentários  |  Publicado por Carol




A turnê Experience Hendrix 2012 pelos EUA terminou. Quando o circo itinerante do rock passou por Wichita, Kansas, a “Classic Rock Revisited” viu o show e passou alguns minutos no ônibus conversando com um membro do Rock and Roll Hall of Fame: Brad Whitford, do Aerosmith.

Whitford é fã de Jimi e tem sido uma grande parte nos shows que estão acontecendo pelo mundo em homenagem ao guitarrista. Na entrevista abaixo, Brad compartilha seus pensamentos sobre a turnê e a influência de Hendrix sobre ele.

Entretanto, nós não falamos apenas sobre Jimi. Whitford fala o que achou sobre como o “60 Minutos” exibiu o Aerosmith e também sobre o próximo lançamento da banda. Por último, mas não menos importante, também falamos sobre Whitford pegar sua guitarra e tocar de novo com Derek St. Holmes, vocalista do Ted Nugent com quem Whitford fez um álbum tempos atrás.

Por que você sempre participa da turnê Experience Hendrix? Por que isso é tão atrativo pra você?
Muito tem a ver com as pessoas que retornam regularmente. Fiz grandes amizades aqui e nos divertimos muito fazendo isso. Normalmente encontramos as pessoas aqui e ali, as vemos por um dia, mas com a turnê podemos ficar com elas por várias semanas e conhecer um ao ou outro. Acho que isso é uma das coisas de que mais gosto.

O homem do momento agora é Jimi Hendrix. Acredito que ele tenha sido uma influência sobre você.
Absolutamente, ele foi. Sua influência sobre mim foi enorme. A primeira experiência que tive com Jimi foi ao ouvir seu primeiro disco. O vi tocar ao vivo em 1968 em Boston e foi uma experiência bem profunda para mim. Flutei por um ano. Foi o Experience com Noel (Redding), Mitch (Mitchell) e Jimi.

Eu era criança quando Jimi tocava ao vivo. Você pode me explicar o que fez Hendrix tão especial na época?
Foi uma era totalmente diferente. Havia muitas coisas novas acontecendo com a guitarra elétrica. Estavam surgindo coisas desde amplificadores e pedais a novas maneiras de usar o instrumento. Havia muita experimentação com distorções e pedais wah-wah. Foi uma época muito excitante. Jimi tinha um som novo que ninguém havia escutado antes. Foi muito legal tentar entender tudo aquilo. Nós imaginávamos “O que é isso? O que está acontecendo aí? O que ele fez?” Não tínhamos as respostas na hora. Hoje, é só ir na internet e dá pra entender tudo de primeira. Era legal o mistério e ter que descobrir como tudo era feito.

Hendrix inspirou o Aerosmith?
Inspirou, mas mais com sua atitude e abordagem. Um ouvido treinado pode notar uma influência musical, mas nunca houve uma referência real a ele na música. Na época, ele era o cenário dez vezes mais. Nunca pude conhecê-lo, mas senti sua influência.

Você ainda é um fã de música? Estar nessa turnê acorda o fã dentro de você?
Acho que ser fã é uma grande parte do que faço. É maravilhoso ser parte disso e tocar com todos esses grandes músicos.

O Aerosmith está falando sobre um novo álbum. Ouvi dizer que ele será como os dos anos 70. Isso é verdade?
Tem mais disso no novo álbum. Não tanto quanto eu queria, já que eu teria preferido fazer tudo do jeito antigo. Na maior parte, a banda gravou ao vivo. Tem mais que uma referência à velha abordagem. Uma grande parte disso é ter Jack Douglas de volta.

Como um produtor pode influenciar a banda?
No contexto da banda, às vezes não vemos coisas que estão bem na nossa frente e precisamos de alguém para apontar isso. Ficamos muito acostumados com algumas coisas e precisamos ter alguém que possa apontar as coisas para você, ou guiá-lo para fazer algo. Ser um fã, novamente, é uma grande parte disso, porque somos fã da música e dos outros caras da banda e queremos fazer nosso melhor. Jack é uma grande parte disso. Antigamente, Jack era o sexto membro do Aerosmith. Ele se encaixa e sempre vai se encaixar.

Vocês foram ao inferno com o Aerosmith. Tem sido ótimo, mas às vezes é uma insanidade total. Você, entretanto, parece nunca causar problemas. Seu papel é ser conciliador ou você é só o tipo de cara que fica escondido?
Acho que pode-se dizer que sou um conciliador, já que tento manter as coisas seguindo em frente. O Aerosmith tem uma tendência a empacar em coisas bobas. Acho que isso é parte do meu papel. Tento suavizar as colisões.

Amo o modo do Joe Perry tocar e nunca vou dizer nada ruim sobre isso. Acho, entretanto, que o cara chamado Whitford não recebe todo o respeito que merece. Incomoda Joe receber mais atenção?
Às vezes incomodava, mas realmente não me importo mais. As pessoas que gostam e realmente me conhecem sabem sobre as minhas contribuições e só me importo com isso. Estou aqui pelos meus fãs e eles sabem o que eu faço.

Marcamos essa entrevista para as 18h e no caminho para cá recebi uma mensagem de Derek St. Holmes para ver se podíamos fazer uma entrevista na mesma hora. Sou um grande fã do álbum Whitford/St. Holmes que vocês fizeram nos anos 80. Respondi ao Derek e disse “Você não vai acreditar com quem vou conversar hoje. Quer que eu pergunte algo a ele?” Derek respondeu e disse “Pergunte quando ele vem a Nashville tocar no meu álbum.”
Eu ia a Nashville no domingo, mas estava falando com Jack Douglas e ele quer que eu vá a Los Angeles gravar umas coisas na segunda-feira. Não sei se posso dar um jeito nisso. Se esse for o caso, acho que estarei em Nashville daqui a umas duas semanas. Derek e eu conversamos o tempo todo. Toco com as bandas dele quando estou por perto. Nos juntamos, trabalhamos em algumas ideias ou só conversamos.

Todos os álbuns do mundo estão no iTunes, exceto Whitford/St. Holmes. Existe um motivo para não estar mais à venda?
Não faço ideia de por que não está no iTunes. Amo esse álbum. Realmente não sei e nunca nem perguntei. Vou ter que dar uma olhada nisso. Tenho o album, mas não tenho mais onde tocar. Vou ter que checar isso.

Você assistiu a entrevista do “60 Minutes” com o Aerosmith?
Assisti.

O que você achou? Quando Steven disse “eles ficam na minha aba” eu quase caí do sofá.
Eu estava esperando um pouco por isso. Acho que Lara Logan viu que poderia colocar Steven na defensiva e foi com tudo. Me senti mal por Steven. Pensei “Steven, por quanto tempo você está fazendo isso? Você não viu que isso ia acontecer? Não viu ela indo por esse caminho?”

Ela o deixou sozinho, o fez falar e acabou sendo um daqueles momentos bons para a TV.
Sim, claro, e era o que eles queriam. Acho que foi só mais uma peça do quebra-cabeça do Aerosmith, e foi bom as pessoas vere uma parte disos.

Você já parou para admirar os álbuns de ouro e platina na parede e o prêmio do Hall of Fame e pensar “Caramba, somos mesmo muito bons.”
De vez em quando faço isso, mas não é algo que deixo se alongar ou penso muito. Sou como todo mundo, a vida continua e temos que lidar com vários coisas do dia-a-dia. Não paro e penso muito sobre isso. Fico feliz só de tocar minha guitarra e poder viver disso.

A última: me contaram que no início o Aerosmith fez papeis de cigarro com o logo da banda. Isso é verdade?
Não me lembro disse. Pode ser… Mas não lembro. Não me lembro nem de ver, mas… Pode ser. Com certeza pode ser.

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: Classic Rock Revisited

Share

 10 comentários  |  Publicado por Carol




Joey Kramer postou no Twitter na última quarta-feira (28/03) uma foto sua no estúdio com o produtor Jack Douglas e Rick Dufay, guitarrista que substituiu Brad Whitford no álbum “Rock in a Hard Place” e na sua respectiva turnê:

“Três caras loucos e selvagens”

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: Twitter

Share

 11 comentários  |  Publicado por Carol




O Aerosmith se reuniu com Jack Douglas, que produziu os álbuns-chave da banda da década de 1970 e silenciosamente gravou um novo álbum de estúdio, mesmo enquanto o vocalista trocava piadas com Jennifer Lopez no “American Idol”.

Steven Tyler disse que o Aerosmith estava terminando as duas últimas músicas para o álbum ainda sem nome, o primeiro desde “Honkin’ on Bobo”, de 2004, e que ele espera que seja lançado daqui a uns três meses.

Junto a Joe Perry, Tom Hamilton e Joey Kramer em um shopping de Los Angeles na quarta-feira, Tyler revelou o nome de três faixas: “Legendary Child, “Beautiful” e “Out Go the Lights”. No início da semana, a banda anunciou que a turnê “Global Warming”, com 18 datas nos Estados Unidos e Canadá, começa em 16 de junho em Minneapolis.

“Não vamos decepcioná-los”, Tyler disse aos repórters e fãs animados.

O jurado do “Idol” está noivo da modelo Erin Brady [Nota: Erin não é modelo]. Ao ser perguntado em uma entrevista sobre como vai ser seu terceiro casamento, Tyler brincou: “Não consigo deixar de cair do palco e cair de amores.”

Tyler disse que entrou em contato com Douglas – que produziu “Get Your Wings”, de 1974, e “Toys in the Attic”, de 1975, e outros álbuns seminais da banda multiplatinada de Boston – e os outros membros da banda se juntaram a ele em Los Angeles. O 15º álbuum de estúdio do grupo terá músicas construídas ao redor de riffs de guitarra de jams e algumas músicas que estavam na prateleira.

“Temos muita músicas escritas no decorrer dos anos que são queridas para nós”, disse Tom Hamilton. “E sentimos quando é a hora perfeita de usá-las. Estamos tendo essa experiência agora.”

Tyler disse que usou elementos de faixas não entraram em álbuns anteriores.

“Tudo que sobra não está necessariamente terminado. Então pegamos esses riffs e os refazemos”, ele disse. “Porque são riffs do Aerosmith. São nossos filhos, digamos assim.”

Os quatro membros banda – o guitarrista Brad Whitford não compareceu – chegaram ao shopping em veículos separados, mas pareceram estar de bom humor e não demonstraram suas famosas brigas internas.

Tyler reconhece que a banda discutiu sobre que músicas incluir. “Vamos colocar a do Tom, a do Joe ou a minha? É sempre uma briga. E muito mais”, ele disse. “Acho que vocês deveriam se preocupar com o fato de que ainda estamos juntos depois de 40 anos e o que vocês estão prestes a ouvir, que é um novo álbum. Acho que vocês vão ficar surpresos.”

Perry criticou o “Idol” no passado, mas deu créditos ao programa por levantar o humor de Tyler.

“Ele está se divertindo. Acho que ele está mais feliz agora, sinceramente”, Perry disse.

Hamilton disse que a banda irá se beneficiar da experiência de Tyler em um programa de TV ao vivo: “Tudo como aparecer para o público, como agir… Enquanto o rock estiver lá, tudo está bem.”

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

No vídeo, além do que foi escrito na matéria, Steven diz: “Fiquei na minha por três meses escrevendo letras, ficando louco com o ‘Idol’ e conseguimos um álbum muito bom. Acho que as pessoas podem dançar muito com ele. Sabia que Jack Douglas estava por perto, ele mora aqui em Los Angeles, eu estou morando aqui e liguei para ele. O resto é história, depois a banda veio pra cá. Tínhamos feito várias músicas em Boston seis meses atrás e as terminamos nos últimos dois meses aqui. Ainda estamos trabalhando nele, é como fazemos.

Saiba tudo sobre as gravações do novo álbum clicando aqui.

Fonte: Associated Press/Youtube – AssociatedPress

Share

 10 comentários  |  Publicado por Carol




 



    RSS FeedClique aqui para assinar o feed de notícias do Aeroworld.com.br!
    Acompanhe as últimas atualizações do site em tempo real no seu agregador.

    O Aerosmith virá ao Brasil novamente em Outubro de 2013 para fazer 4 shows. Em qual você vai?

    View Results

    Usuários que mais comentaram as nossas notícias durante este ano:
    • naiara (64)
    • Ma18397 (10)
    • Luís Otávio (4)
    • daniela (3)
    • Igor Lino (3)
    • steven (2)
    • Rafael Ramos (2)
    • tropeço (2)
    • Júnior Tyler (2)
    • Bruno Tortola (2)
    • Augusto Pinz (2)
    • Rodrigo Geraldo (1)
    • fabricio marques (1)
    • Fabiano Goulart (1)
    • Héber Principe (1)

    • Quer entrar neste ranking?
      É só usar o mesmo nome e e-mail em todos os seus comentários, que eles serão contabilizados. E não se preocupe, pois o seu e-mail não é divulgado no site. Participe!

  • Aeroworld.com.br no Twitter     Aeroworld.com.br no Facebook     Aeroworld.com.br na Last.fm